Páginas

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Docinho, para alegrar a tarde.


Eu não sou uma pessoa formiguinha, louca por doces, que almoça pensando na sobremesa. Mas tem dias que bate uma vontade...

Na foto nada mais é que doce de leite condensado feito na panela de pressão.

 Simplesmente coloquei água na panela o suficiente para cobrir a lata, esperei ferver, tampei a panela e deixei ela lá.... Não me lembro de ter marcado tempo, mas sei que passaram bem mais de quarenta minutos, por volta de uma hora.

Se você for fazer em casa, preste bastante atenção e por favor, NÃO ABRA A LATA AINDA QUENTE, pelo amor de Deus. Eu fiz isso quando criança e um jato de doce de leite foi parar diretamente no lado direito do meu rosto. Foi só um susto, mas ardeu pra cacete.

Para saborizar o doce veja essa opção AQUI


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Omelete


Outro dia postei no instagram esse omelete, e apareceu um monte de gente pedindo a receita.

Gente, pra fazer omelete não tem receita, vai na fé que dá certo e fica gostoso. Misture os ovos, tempere com sal, pimenta, ervinhas e coloque o que você mais gostar e tiver disponível na geladeira para rechear. Não tem erro. Aqui, toda vez que eu vou fazer, saí alguma coisa diferente. 

Eu usei 4 ovos, bati um pouquinho para misturar as gemas com as claras, coloquei sal, untei uma frigideira dupla com manteiga, coloquei os ovos batidos, pedacinhos de queijo, tomatinhos em rodelas, presunto de peru picadinho, salsinha e orégano e pronto! Tampei e esperei coagular todo o ovo, dei uma olhadinha pra ver se estava dourada embaixo e virei. A frigideira que eu uso é uma de tampa, dessas que vai uma em cima da outra, sabe? Não?! É essa aqui de baixo, e em cima dela vai outra igual para tampar.

Depois que ficou pronta, eu comi com catchup, porque era domingo, e no domingo eu me dou esse direito quando eu sinto vontade. :) 

Beijo!




Brevidade, de limão siciliano e sementinhas de papoula


 Brevidade é um bolo simples, antigo, cheio de memórias afetivas para quase todo mundo, muito gostoso e sem glútem. (Queria que o teclado do meu Notbook, tivesse emoticons, pra eu colocar uma carinha de muito feliz aqui.)

Esse eu dei uma incrementada, não quis fazer em porções individuais, e sim um grande. Eu já estava a tempos com vontade de comer um bolinho de limão siciliano com semente de papoulas, e eu consegui uni nessa receita a fome com a vontade de comer. Deu super certo, o bolo ficou incrível, a Maria adorou e no outro dia não tinha nem um pedaço para contar história.


 Receita de brevidade de limão Siciliano com sementinhas de papoula:

Ingredientes:


  • 3 ovos - separados clara e gema
  • 2 xícara (chá) de amido de milho
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • Raspas de um limão siciliano
  • 2 colheres (sopa) suco de limão siciliano
  • 1 colher (sopa) fermento p bolo (Opcional. Em receitas de Brevidade, não se usa fermento.) 
Cobertura:

  • 50  ml de suco de limão siciliano
  • 200 g de açúcar de confeiteiro Ou açúcar impalpável, que é a mesma coisa
Preparo:

  1. Batas as claras em neve, até formar picos firmes
  2. coloque as gemas uma a uma e continue batendo
  3. sem parar de bater, acrescente as raspas de limão, o suco e as sementinhas de papoula
  4. Diminua a velocidade da batedeira e coloque o açúcar intercalando com o amido de milho
  5. continue batendo até você perceber umas bolhas de ar
  6. Coloque em forma untada e asse em forno pré-aquecido por 35 a 40 minutos, ou até que a superfície esteja dourada por completo. Faça o teste do palito.

Cobertura:

Misture o açúcar no suco de limão até o açúcar está todo dissolvido e cubra o bolo. Coloque em cima do bolo imediatamente, porque essa cobertura endurece muito rápido. Jogue raspas de limão, corte a primeira fatia do bolo e seja feliz. Delicie-se!






segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Sanduiche aberto de pesto de azeitonas pretas com castanha do Pará, queijo branco, tomates e manjericão. O melhor!


Esteticamente olhando para esse pesto, provavelmente você desista de querer comer esse sanduíche, eu até te entendo porque eu também não acho que ele seja dos mais lindos, mas ele é sim um dos mais gostosos. Então, não faça isso, vença esse seu preconceito, arregace as mangas e mande ver na receita porque ela é espetacular. Juro!!! Fazia tempo que eu não preparava algo tão gostoso como essa de hoje.

Tudo aqui é muito simples. Basta ter em casa, pão italiano cortado em fatias grossas, ou outro pão de sua preferência, acho que um francês fresquinho combina perfeito. Fatias de queijo branco, também de sua preferência (aqui eu estou usando minas frescal), tomates bem maduros, pesto de azeitonas e manjericão, colhido diretamente do pé.

A receita do pesto eu te dou logo a baixo, e recomendo... Faça, e apaixone-se por ele.


Receita de pesto de azeitonas pretas com castanha do Pará

Ingredientes:

  • 1  xícara (chá) de azeitonas pretas (que pra mim são roxas) sem caroço
  • 3 colheres (sopa) bem cheias de castanha do pará - Eu uso sempre HolyNuts
  • 3 colheres (sopa) queijo parmesão ralado 
  • 30 ml azeite extra virgem- ou o quanto baste
Preparo:

  1. Processe todos os ingredientes, até formar uma pasta. Se não tiver um processador, pode fazer no liquidificador que dá também

 Para conhecer os  ingredientes da Holynuts, clique AQUI.





Doce de banana com fava de baunilha


Doces caseiros pra mim são os melhores. Apesar de eu não amar, de vez em quando bate uma vontadezinha de um, e eu não abro mão de fazer se eu tiver os ingredientes em casa.

Esse doce quem faz muito bem é o meu pai. Lembro perfeitamente, que o dele ficava com uma calda bem linda, e as rodelas de banana ainda firmes. Ele estava aqui quando eu inventei de fazer esse doce, mas como eu sempre tive vontade de preparar quis eu mesma fazer dessa vez... Acrescentei uma frescurinha e ouvi ele reclamar aos montes, dizendo que esse doce estava ficando caro demais. Mas eu não me importei, fiz como eu queria e ele adorou! 


A receita é bem simples, e se não tiver em casa a fava de baunilha, não precisa sair feito louca atras pra comprar não. O doce é tão gostoso que nem precisa, coloquei aqui porque eu tinha em casa, e segundo o meu pai, eu gosto de inventar. heheheheee...

Eu usei o que sobrou de bananas do bolo invertido, como eu sou exagerada, comprei muito além do que era necessário para a receita.


Receita:

Ingredientes:


  • 600 g de banana nanica ou banana dágua (por volta de oito bananas
  • 300 g de açúcar (usei cristal, mas acredito que dê para usar qualquer um)
  • 1 xícara (chá) de água quente
  • 1 fava de baunilha

Preparo:


  1. Descasque as bananas e corte em rodelas. Reserve!
  2. Coloque o açúcar em uma panela de fundo largo, leve ao fogo, acrescente as bananas e as sementes da fava de baunilha (jogue a fava também, para intensificar mais o sabor). Não mexa em momento algum para não cristalizar.´Quando você perceber que o açúcar está começando a criar uma cor de caramelo nas laterais, vá mexendo panela e fazendo movimentos circulares, quando o açúcar já estiver todo dourado, acrescente a água fervente mexa cuidadosamente para as bananas não desmancharem e deixe ferver por mais uns dez minutos, ou até que a banana esteja levemente cozida e calda com uma cor dourada como a dá foto.
  3.  Para  tirar as sementes da fava da baunilha, faça um corte no sentido do cumprimento e em seguida raspe com uma colher no mesmo sentido.
  4. Sirva gelado! Eu gosto de um pouco de creme de leite junto, para dar uma suavizada no doce. 
Espero que gostem!




domingo, 16 de agosto de 2015

"Fondue" rústico...


Essa receita, batizada por mim como "fondue rustico", nada mais é que um dip de queijo. A vontade era mesmo de um fondue, por isso do nome, mas eu não estava nem um pingo animada em ter o trabalho de fazer e sim aproveitar o momento.

Enquanto Junior abria uma garrafa de vinho, eu cortei os queijos, coloquei no refratário e forno em seguida... Sem grilo nenhum, e coisa bem rápida. 

Os queijos que eu usei foram gorgonzola, camenbert, parmesão e umas boas colheradas de creme cheese, tudo no olho. Enquanto o queijo estava no forno, eu ralei uns tomates, temperei com um dente de alho, azeite, manjericão, sal e pimenta do reino. Quando ficou pronto, joguei um pouquinho dos tomates ralado por cima, reguei mais azeite (mas não precisava, o azeite a parte foi puro exagero meu), e servi com torradas de pão italiano. 

Isso ficou tão bom, que eu repeti a dose umas duas vezes na mesma semana.

                     

Comentários Facebook

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...