Páginas

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Thanksgiving Day - Coxas e sobre coxas assadas, ao mel, tomilho e limão siciliano


"O Thanksgiving (Dia de Ação de Graças) nos Estados Unidos é um dia para se reunir com a família e amigos, partilhar uma refeição tradicional e expressar gratidão pelas coisas boas da vida. Também pode ser uma oportunidade de ajudar as pessoas na comunidade.
Celebrado na quarta quinta-feira de novembro, o Dia de Ação de Graças tem suas origens nos festivais de colheita. Expressar gratidão por uma colheita abundante era costume tanto nas culturas dos peregrinos que partiram da Inglaterra em 1620 como dos nativos americanos que encontraram".

Em função dessa data, eu e mais cinco blogs amigos, resolvemos fazer uma postagem coletiva com receitas servidas na ocasião. A minha intenção, era de apresentar "pumpkin pie"- torta de abóbora. Mas as minhas tentativas ao executar a receita, não foram das mais bem sucedidas, então eu optei em postar algo  que eu já tivesse pronto em minha galeria e, por sorte, esse  franguito lindo e delicioso me salvou. Claro que um peru, combinaria mais com a ocasião né?! mas na falta, o franguinho salva! Vai por mim.


Coxas e sobre coxas, ao mel, limão e tomilho

Ingredientes:


  • 10 a 12 coxas e sobre coxas
  • Sal á gosto
  • Azeite - um fio bem generoso
  • 1 colher (sopa) mel
  • 1 limão siciliano - suco e raspas
  • 4 ramos de tomilho
  • 2 ramos de orégano
  • 1 colher (sopa) de molho shoyo

Preparo:

  1. Faça uma marinada - Coloque todos os temperos dentro de um saco "assa rápido" (aqueles de plastico que vão ao forno), junto com os pedaços de frango, e amarre. Mexa bem o saco de todos os lados para espalhar o tempero em todos os pedaços. Coloque o saco em uma assadeira e deixe marinando por 30 minutos a uma hora, eu sempre que tenho tempo, deixo bem mais. Se não tiver em casa o saquinho assa fácil, não tem problema, faça em uma assadeira e cubra com papel laminado, vedando bem nas laterais.
  2. Pré-aqueça o forno, na temperatura de 180° á 200°C. Coloque o saco (sem abrir) que está com os pedaços de frango, dentro de uma assadeira. Asse por 40 minutos, e depois desse tempo, tire a assadeira do forno, e com muito cuidado, corte o saco plástico, retire os pedaços de dentro e transfira de volta o frango para a assadeira e devolva para o forno por mais vinte minutos, para que eles dourem por igual. Lembrando de abrir o forno de vez em quando, para regar os pedaços com o caldo que acumula no fundo. Isso também é bom para que a carne não resseque. 
  3. Sirva com batatas rústicas, ou legumes assados e salada.
Essa é uma postagem coletiva, assim como eu citei á cima, com  mais cinco blogs, queridíssimos e lindos, cheios de receitas deliciosas. Visitem!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O meu espaguete (quase) Caccio e pepe - Massa com queijo e pimenta,na panela de pressão

Há dias eu andava com vontade de comer essa massa, mas como ela exige um pouco de técnica no preparo, eu andei adiando. Ontem depois de uma longa caminhada na praia, e horas tomando uma cervejinha na piscina, surgiu aquela broca roedora e avassaladora dentro do meu estomago, dando um alerta, de quê ali precisava de um carinho em forma de comida para repor as energias. Como era domingo, e domingo pra mim é dia de "folga" da cozinha, eu fui correndo fazer uma versão meio "fastfood", de um delicioso Caccio e pepe. Chef's e gourmet's de plantão que me desculpem, mas a minha pasta com queijo e pimenta, foi feita na panela de pressão. Licença! Além dá panela de pressão, dei o meu toque, e ralei uns dentinhos de alho, porque eu "goxtio" e finalizei com umas ceboletes. 


Como fiz no "olhômetro", não vou nem passar uma receita detalhada, mas vou dizer como eu fiz e tentar mais ou menos passar as medidas, que na verdade é mais da água mesmo, porque o resto tá fácil.

Coloquei na panela de pressão, mais ou menos um litro de água, ralei uns quatros dentes de alho (como eu disse, eu "GOXTCHO", então eu exagero mesmo), coloquei bastante pimenta moída na hora, temperei com sal, coloquei um fio de azeite e esperei ferver. Em seguida coloquei a massa, usei um pacote de meio quilo de espaguete e não quebrei no meio para que ele coubesse na panela (Já brincou de pega varetas quando criança?? Se sim, foi do mesmo jeito que se faz quando vai soltar as varetas, e se não, pegue o todo o macarrão com as duas mãos, coloque no centro da panela e solte de uma vez. Ele vai cair meio que deitado, e como a água vai estar quente, ele vai amolecendo a parte que está imersa e aos poucos escorregando para o fundo da panela. Use um garfo cumprido para ajudar a acelerar esse passo, vá mexendo a massa delicadamente até que ela esteja toda submersa na água fervente). Feito isso, tampei a panela e deixei na pressão por cinco minutos EXATOS! Depois desse tempo, levei a panela para a pia e em baixo da torneira tirei a pressão. Abri a panela e escorri um pouquinho da água do cozimento porque achei que tinha muita, mas ainda deixei uma quantidade de uma concha grande, coloquei queijo parmesão ralado na hora, duas colheres (sopa) de manteiga, cebolinha e moí mais pimenta. Mexi, mexi, mexi até envolver o queijo por toda a massa. Transferi para um refratário e servi imediatamente, porque macarrão tem que comer quente, né gente? No meu prato, coloquei por cima mais queijo, e mais pimenta moída. O manjericão estava no prato só para dar uma enfeitadinha e melhorar a foto, mas eu acabei misturando na massa e mandando vê. Comi ele também! heheheheeee...

Obs: Para se fazer macarrão na panela de pressão, é muito importante que a massa seja "grano duro", para que ela mantenha o formato e a consistência. Massas comuns, cozinham mais rápido e acabam passando do ponto.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Flam au caramel... (vulgo, pudim de leite)



O meu lado comedor de doce anda bem aguçado ultimamente, tenho feito sobremesas de uma forma até meio exagerada para quem não curtia muito.  Tem dia que do nada rola um brigadeiro pra comer de colher (feito no microondas, claro!)... daí fico eu, toda hora abrindo a geladeira e roubando um pouquinho, isso porque eu juro que a intenção é (ou seria) apenas uma colher sempre depois do almoço. Mas eu não resisto. Fazer o quê?

Esses dias andei desejando um pudim, mas não bastava ser um simples pudim, eu queria um pudim, leve, sem furinhos... lembrei que na minha apostila do IESB tinha uma receita que eu adorava, e que era de ingredientes "simples" (tirando a fava de baunilha), e ficava lindo, lisinho, tudo perfeito e do jeitinho que minhas lombrigas eu queria.  Claro, foi só o tempo de tirar a pasta do armário, abrir a apostila, separar os ingredientes e mãos a obra, para o pudim perfeito!





Flam au caramel (Pudim):

  • l lt de leite
  • 4 ovos inteiros passados na peneira
  • 6 gemas passadas da peneira
  • 250 g de açúcar (eu usei só a metade, e acho que ficou ótimo. Recomendo reduzir também)
  • 1 fava de baunilha (se não tiver, substitua por extrato ou essência de baunilha)
Caramelo:

  • 200 g de açúcar
  • 60 ml de água quente
  • suco de um limão



Preparo do caramelo:


  1. Derreta o açúcar, mas sem mexer com a colher, quando ele estiver começando a ficar dourado nas bordas, levante a panela do fogo e faça movimentos circulares, devolva a panela para o fogo e repita o movimento até que ele esteja todo derretido e com uma cor de caramelo uniforme. Em  seguida, acrescente a água quente e o limão, ela vai ferver, espere sem mexer até que se transforme em um caramelo. Distribua nas formas de pudim, ou em uma unica grande, colocando o caramelo no fundo, e fazendo movimentos circulares, até que ele esteja todo distribuído, no fundo e nas laterais. Reserve!

Preparo do pudim:



  1. Ferva o leite com a baunilha e a metade do açúcar (faça um corte no sentido do comprimento da fava, e com a ponta da faca raspe as sementinhas, coloque as sementes e também a fava na panela). Depois de ferver, apague o fogo e reserve!!! (espere esfriar até ficar morno)
  2. Misture os ovos, as gemas (peneirados) e a outra parte do açúcar, em seguida, adicione o leite, misturando delicadamente com uma colher, até que os ingredientes estejam todos envolvidos. Mas cuidado! Se você não gosta de furinhos, assim como eu, não faça movimentos rápidos para não criar bolhas de ar. 
  3. Coloque a mistura na forma já caramelizada e asse em banho maria, em forno pré aquecido 180°, por quarenta minutos, ou até que ele esteja firme nas bordas e ainda um pouco macio no centro. 
  4. Depois de assado, cubra com papel laminado e deixe na geladeira por seis horas ou de um dia para o outro.



quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Salada caprese no pote #DesafioPaneliha



Em setembro, a Rita Lobo lançou o desafio "panelinha eu que fiz", e dessa vez, o tema era salada caprese no pote.  Seguidores dela no instagram postariam as fotos com a hashteg do tema, e a mais bonita, ganharia um livro da editora panelinha. Eu passei o mês inteiro pensando na ideia de participar ou não, até que no ultimo dia resolvi, e para a minha alegria, a foto escolhida foi a minha. Morri de orgulho por ter tido uma foto (dentre tantas outras lindas também), escolhida pela Rita lobo.

 Fiquei feliz da vida e muito satisfeita com o meu livro novo (Quando Katie cozinha). O livro é lindo,  e as receitas são deliciosas (algumas bem trabalhosas e demoradas, outras não. Já pus em prática duas e ando pensando em fazer varias outras.) E as fotos??? áh, as fotos... elas são encantadoras, e todas seguem um estilo bem rústico. Adorei!!!

A foto dessa postagem foi a que eu usei no desafio, e quem quiser conferir o resultado no blog da Rita, é só clicar aqui.


A salada no pote é também uma ótima opção para quem leva marmitas para o trabalho, ela conserva bem os alimentos e mantém todos fresquinhos (desde que seja guardada na geladeira, hein gente!). Essa eu fiz, e para teste, deixei guardada na geladeira por dois dias, e na hora de comer estava perfeita! Tive problema, só por ter exagerado na porção, o que dificultou bastante na hora de comer. A intenção aqui  era chacoalhar o pote, para que todos os ingredientes  se misturassem e eu pudesse comer no próprio pote, mas acabei tendo que virar no prato, e como eu disse que exagerei na porção, dividi com o marido e ainda sobrou um pouquinho para o outro dia.

Essa eu preparei assim; Lavei e esterilizei um pote de vidro (é importante que tenha uma vedação boa), coloquei o molho pesto, tomatinhos inteiros, pennete (mini penne), mozarela de búfala, e rúcula (lavada e seca). Pronto!!! Foi só isso.

Além da simplicidade ela é bem lindona, não é não?! Dá vontade de fazer, só pra ver pronta, de tão linda que eu acho.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Dia de habúrgueres, com os amigos

 

Sábado foi dia de reunir os amigos, e pra variar um pouquinho a pelanca assada o churrasco de sempre, dessa vez fizemos hambúrgueres caseiros.

Nós fizemos num esquema bem á vontade, cada um montava o seu sanduíche da forma que mais gostava, tinha queijos, bacon, alface, rúcula, tomate, cebola roxa, cebola caramelizada e molhos... Tudo bem bacana. Queria ter tirado foto desses ingredientes, e de outros sanduíches montados, mas como era eu quem estava com a mão na massa, não deu tempo. Pena!!!  Registrei mesmo só esse aí de cima, que por sinal era meu e estava delicioso! Nem preciso falar mais nada para descrevê-lo. Mas eu não  fiquei apenas nesse, no começo do dia, eu comi outro, mas dessa vez foi com muita salada para aliviar o peso da consciência de gordinha. heheheeee... 

 Receita do hambúrguer: 


  • 1 kg de fraldinha moído (é importante que fique um pouco de gordura na carne, para dar liga. mais ou menos de 20% a 30% de gordura)
  • Flor de sal, para colocar somente na hora de assar
  • Pimenta moída na hora
  • Acompanhamentos para o seu hambúrguer Ex: Pão, queijos, alface, rúcula, tomate, cebola roxa, bacon, molhos, cebola caramelizada e etc...
Preparo:

  1. Coloque a carne moída em um bowl e amasse ela toda, como se estivesse misturando, coloque um pouquinho de pimenta moída e não coloque sal, deixe para temperar na hora de assar. 
  2. Faça bolas grandes como se estivesse fazendo almôndegas, depois achate com a palma da mão e vá modelando até ficar com um formato bem bonito de hambúrguer.
  3. Grelhe os seus hambúrgueres, em frigideira antiaderente bem quente. Primeiro de um lado; deixe até que as laterais e bordas já tenham mudado de cor e estejam coradas, depois do outro.
  4. Sirva imediatamente com acompanhamentos de sua preferência, mas não se esqueça de deixar já tudo cortadinho e pronto, para que  você possa comer o seu sanduíche com o hambúrguer ainda quente, de preferência bem quente.











segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Batatas au gratin







Todo mundo tem mania de exagerar no mercado quando está comprando batatas, ou isso é só eu?? Aqui em casa só tem batata. Juro!

Domingo pela manhã, fui dá uma "bizóiada" na geladeira para ver o que ainda me restava de recursos para um almoço. Eis que eu encontro batatas, batatas e mais batatas, mais um pedaço de queijo e, "PLIM!"... me surge à saudosa ideia de fazê-las gratinadas (sim, estou zero!!! E se eu abrir ela agora nesse momento, provavelmente, se rolar uma música ao fundo, soará um eco bem longo, e eu vou ter a sensação de estar na concha acústica de Bsb. rs...). 

A quantidade de batatas era tão boa, que inclusive, as que sobraram, vou fazer um purê no capricho para o almoço.


Aqui, acaba tudo, mas queijo, "batata" e vinho, já viram que não né?! heheheheee...


Receita: IESB/Cozinha básica

Ingredientes:


  • 1 kg de batatas
  • 200 gr de queijo gruyere (só tinha parmesão em casa, então, foi o que eu usei)
  • 400 gr de creme de leite fresco (usei de caixinha, mas usei de marca boa)
  • sal á gosto
  • pimenta do reino em pó, á gosto
  • 4 dentes de alho
  • 1 ramo de tomilho
  • noz-moscada



Preparo:



  1. Unte um refratário com manteiga e reserve!! Faça uma infusão dos temperos no leite, sal, pimenta, alho esmagado, tomilho e a noz-moscada. Deixe ferver e apague o fogo em seguida e retire o alho e o ramo de tomilho e descarte.
  2. Corte as batatas em um mandoline (se não tiver, use uma faca bem afiada, e corte o mais fino que conseguir), deixe em lâminas de 1 a 2 mm
  3. No refratário untado, coloque em camadas, batatas, molho e queijo, alternando sempre e finalizando com o molho. 
  4. Cubra com papel laminado e leve ao forno por 40 minutos, retire o papel e volte para forno por mais 10 minutos para gratinar. Sirva com uma carne assada e salada! 
Bjuuu e até breve!







Comentários Facebook

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...