Páginas

terça-feira, 8 de abril de 2014

E para aquecer a alma... Chococcino!!! Um capuccino no capricho!


Eu gosto de dias frios também... parece que quando eles chegam a minha disposição e criatividade na cozinha se afloram. Só que eu moro no Nordeste, e dia frio aqui acho que é o sonho de muitos, inclusive o meu. 
Mesmo no inverno, que é quando em outras cidades se espera por vestir-se elegantemente, com botas, roupas de mangas compridas, gola alta, lenços e echarpes, aqui, é hora apenas de tirar o guarda-chuvas do armário e usa-lo como o seu item indispensável da estação.

 Mesmo assim, não sendo frio como eu gostaria, é só a temperatura baixar um pouquinho, que eu sempre acabo me entregando para as delícias de inverno. Uma delas é o capuccino, que hoje eu tive a brilhante ideia de misturar uma receita aqui do blog, com uma outra de chocolate quente, delirantemente delicioso da talentosíssima  Simone Izumi, do Chocolatria. Essa mistura, deu resultado de um estupendo Chococcino, maravilinsk...


Como  todo mundo sabe, eu adoro o fato de poder preparar as coisas que gosto.  Acho isso um luxo!! Acho mesmo, juro! Tenho certeza que o meu iogurte caseiro, a minha geleia, o meu capuccino... são muito mais saborosos que aqueles que tem pra vender na prateleira dos supermercados. Sem contar, nos conservantes, corantes, sódio... que aqui não tem.


Ah, e de quebra, eu ainda posso fazer um delicioso presente gourmet, como esse dá foto aqui de cima.


 Ingredientes:


  • 200 g de leite em pó
  • 60 g de café solúvel de boa qualidade
  • 1 xícara (chá) de açúcar refinado
  • 2 colheres (sopa) bem cheias de cacau em pó
  • 50 g de pó para chantilly
  • 1 barra de chocolate ao leite meio amargo ralado
  • 1 colher (chá) canela em pó
  • 1 colher (chá) noz moscada
  • 1 colher (chá) bicarbonato 
 Para conferir a receita da Simone, clique aqui

Preparo:

  1. Rale o chocolate em barra, depois coloque tudo no processador, e misture tudo.  Se você não tem processador, tente o liquidificador, se ele for bonzão, potente... vai dar certo e você não vai precisar ficar desligando e mexendo com a colher toda hora até que tudo se misture por completo e vire uma farinha bem linda e cheirosa. Delicie-se com uma colher (sopa) do preparo para capuccino com uma xícara (chá) de leite ou água quente.
  2. Guarde em potes  com tampa, e se você quiser presentear alguém, capriche no arranjo usando a criatividade. Um pote desses de vidro que geralmente você dispensa depois de consumir o que veio nele e uma fita, pode dar a originalidade que você precisa. 
Bjuuuu e até breve!

sexta-feira, 28 de março de 2014

Picolé de iogurte e morango, simplesmente DE-LI-CI-O-SO!


Dizer que o verão acabou nem é desculpa pra não tomar um sorvete ou um picolé (pelo menos no Nordeste, não). Por aqui o sol brilha lindo, e quem é de fora, nem sempre suporta tanto o calor (eu moro onde você passa férias!!! hahahahaaa...). Ultimamente a minha onda é essa, fazer picolé e sorvete, cada um mais delicioso que ou outro... tô adorando a nova brincadeira,(Caicó que se cuide,  se eu abrir concorrência, só vai dar eu, rs...). Cada resultado delicioso que se eu fosse falar aqui, provavelmente babaria todo o teclado do meu computador e certamente não teríamos postagens novas. 



Eu andava namorando essa receita já ah vários verões, tirei da  Casa e comida, revista linda de viver, com fotos e receitas incrivelmente perfeitas. Fico louca a cada edição nova. Essa já é antiga, e até tem essa receita no site, se quiser conferir a original, é só clicar aqui.  

Tudo que é feito com iogurte natural, me conquista fácil, fácil. Gosto muito dele e sempre faço em casa, em quantidade razoáveis. Com apenas um copinho daqueles de marca boa, eu consigo fazer até dez litros de iogurte. Nunca faço tanto assim, mas sei que dá pra fazer, basta querer. 





Receita de picolé de iogurte.

Ingredientes;


  • 3 potes de iogurte natural (170 g cada um) Eu usei caseiro, receita aqui
  • 150 ml de leite
  • 4 colheres (sopa) de açúcar. (ou mais, ou menos... de acordo com o seu gosto)
  • 1 colher (sopa) de liga neutra. (opcional) Liga neutra é um produto que evita formação de cristais de gelo, deixando o picolé/sorvete, mais cremoso e evita que ele derreta tão rápido. (Eu usei, e mesmo assim não vi resultado, dá próxima vez vou colocar uma quantidade maior). Ela é vendida em lojas de produtos para sorvete, lojas de doces... Em Brasília, é quase certo de encontrar no Conic, em uma daquelas tantas lojas de doces que tem por lá. Aqui eu comprei no alecrim, mas não me lembro o nome da loja. Paguei duas pilas. Super barato!
  • 2 colheres (sopa) de essência de baunilha (coloquei por minha conta, e ficou DE-LI-CI-O-SO! )
  • 400 g de morangos picados grosseiramente(os meus estavam congelados).
  • 4 colheres (sopa) de açúcar (ou mais, ou menos... conforme for a sua necessidade de doce).

Como fazer;

  1. Em uma panela, leve os morangos junto com o açúcar e deixe ferver por aproximadamente cinco minutos (eu deixei um pouquinho mais), em fogo baixo.
  2. Retire do fogo, transfira para uma tigela e deixe esfriar completamente. 
  3. Bata no liquidificador o Iogurte, o leite, o açúcar a liga neutra e a baunilha por 4 minutos. 
  4. Com uma colher, coloque um pouco dos morangos no fundo da forma de picolé e complete com a mistura do iogurte que esta no liquidificador. 
  5. Leve ao freezer, espere endurecer um pouco e coloque os palitos. Deixe-os lá por no mínimo 24 hs, para que eles fiquem bem firme. Se você não tiver formas de picolé, não se preocupe, formas de gelo e copinhos de café também servem e ficam até bem charmosos.
  6. Para desenformar, molhe o fundo da forma com água em temperatura ambiente e desenforme com cuidado. Pronto!!! Vá ser feliz agora, com essa  delícia!
Bom fim de semana a todos!

Bjuu e até breve!


segunda-feira, 24 de março de 2014

Em fim... o chutney de manga

 Eu já estava com vergonha das amigas que me pediram a receita do chutney e eu mais enrolada que um novelo de lã, nunca arrumava tempo para passar.


Depois que eu servi esse molho nas festas de fim de ano aqui em casa, ele passou a ser o queridinho da turma...  Anne, foi embora, voltou para o Paraná com a promessa de que eu mandaria a receita por e-mail. Elitha, que sempre está por aqui e nunca conseguiu arrancar de mim, vivia na esperança de um dia conseguir nem que fosse no blog (e foi assim que ela conseguiu, heheheheee...) e a sortuda da Celina, não conseguiu a receita de imediato, mas me trouxe as mangas... Espertchenha a Celina né?  Nem preciso falar no que deu né? Mas eu não me contenho e vou falar. Gente, ela me trouxe as mangas no meio da semana passada, se não me engano, na quarta feira já tinha feito uma semana que elas estavam aqui e eu ainda não tinha feito (tá vendo com eu sou enrolada?! fiquei morrendo de medo das bichinhas estragarem), mas hoje (sábado), por graças, além das mangas ainda estarem boas e eu ter tempo, tava numa disposição danada, passei o dia inteiro na cozinha. O negócio aqui hoje rendeu viu! Ufa!



Receita chutney de manga;


  • 500 g de manga cortada em cubos
  • 80 g de uva passa branca (picada se você tiver paciência)
  • 1 pimentão vermelho cortado em cubos pequenos
  • 25 g de gengibre ralado
  • 1 pimenta malagueta (eu usei umas quatro dedo de moça)
  • 125 ml de vinagre de maça
  • 5 g de sal
  • 80 g de açúcar mascavo
  • 80 g de açúcar refinado 
  • 1 dente de alho bem picadinho ou ralado
  • 1 cebola picada
  • Curcuma  (pra quem não sabe, curcuma, é o nosso açafrão gente. Aquele pó amarelinho e famoso, que também  e chamado de açafrão da terra)
  • 5 g de mostarda
  • Cardamomo (Cardamomo são aqueles carocinhos que tem na foto lá em cima do lado da colher. Dentro dele tem umas sementinhas pretas, de sabor bem forte e marcante. eu coloquei apenas uma dentro de uma gaze amarrada, no final do preparo eu retirei.) Ps: Vcs também podem encontrar ele em pó
  • 50 ml de suco de limão
  • 200 ml de água

Preparo:

Na receita original pede para; juntar o vinagre, sal, açúcar, manga, malagueta e as uvas passas e deixar em repouso por 12 horas. Depois colocar o preparo anterior em uma panela e acrescentar a cebola, o alho, o suco de limão, a água e as especiarias e cozinhar até o ponto desejado. Mas é óbvio que eu não esperei as doze horas nem hoje e nem nunca, mas se quiser, fique a vontade.

Eu fiz assim;
  1. Coloquei na panela o vinagre, a água e os açúcares, deixei até formar uma calda rala, depois acrescentei os demais ingredientes, deixando apenas o limão por ultimo. 
  2. Deixei ferver mexendo de vez em quando até o liquido reduzir e pronto!  


Bjuuu e até breve!

Comentários Facebook

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...