Páginas

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Batatas rústicas

                   

Batatas sempre me conquistam, gosto delas de qualquer jeito, até cozida pra comer na hora bem quentinha com apenas sal, azeite e de repente, quem sabe, um pouquinho de salsa picada por cima.   

Batata recheada, batata gratinada e até batatas fritas... aliás, batatas fritas eu gosto até demais, mas essas eu deixo para comer fora de casa e de vez em quando só. Fazer frituras em casa não é a minha praia.

Para substituir as batatas fritas, eu faço as rústicas que para mim são bem mais gostosas, dou uma variada apenas no tempero porque nem sempre eu tenho as mesmas coisas em casa, e todas as variações ficam igualmente deliciosas, por tanto, caso você queira fazer na sua casa não se limite a fazer por não ter os mesmos ingredientes. Use a criatividade e abuse do que você tem aí.




Para fazer as batatas rústicas, você vai precisar de; batatas, azeite, temperos e ervas de sua preferência.  Nas minhas eu usei tomilho, azeite (bastante azeite), páprica picante, tomilho e flor de sal. 

Como fazer:

Lave e seque as batatas e corte no sentido do comprimento (mantendo a casca) e em quatro ou oito partes se elas forem muito grandes (inclusive, é importante lembrar que os pedaços precisam ficar mais ou menos com a mesma espessura, para que todos assem por igual), e tempere bem com muito azeite, páprica e tomilho... Na verdade, tempere bem com o que você tiver aí, esses são os temperos que eu gosto e estou tendo a oportunidade de usar hoje (meu pai mandou tomilho de Brasília, então tenho que aproveitar ao máximo, além do que ele é o meu tempero preferido).

 Esfregue os temperos nas batatas para que os pedaços absorvam bem todos os sabores e em seguida transfira para uma assadeira rasa, forrada com papel manteiga untado com um pouco de azeite.

 Coloque os pedaços de batata, um longe do outro, deixando um espaço de mais ou menos dois dedos entre eles (isso faz com que as batatas fiquem mais sequinhas e douradas), asse em forno bem quente por 35 a 40 minutos, virando (com cuidado) na metade do tempo.

 Depois de assadas, se você ainda não tiver colocado o sal, agora vai ser a hora dele. Se quiser, faça um molho à parte e sirva junto. Já fiz pra comer apenas com ketchup, mas geralmente faço para acompanhar alguma carne com salada durante a refeição.


Só para lembrar que, pimenta do reino, orégano, páprica doce, alecrim, curry e mais uma infinidade de outros temperos também combinam muito com a batata. Façam e deliciem-se com ela.



sexta-feira, 5 de junho de 2015

Crostinis...


Ontem foi feriado, e como é de costume em dias assim, aqui em casa não se tem hora e nem regra para as refeições (Exceto as crianças. No dia anterior eu já deixo tudo que elas gostam de comer preparado. Criança também merece um mimo no estômago em dia de preguiça).



Um pouco mais desacelerada das obrigações semanais aproveitei o dia para relaxar, levantei um pouco mais tarde que o comum (mas ainda muito cedo para muitos) e fiz comidinhas rápidas e gostosas para um brunch.

Na foto, são fatias de pão baguete, levemente tostado com manteiga,  pesto de manjericão, rosbife, mostarda Dijon, alcaparras e parmesão.  Tudo simples e muito delicioso. O rosbife e o pesto foram feitos em casa e por mim, claro! Aqui no blog tem receita dos dois. É só clicar no link aqui á baixo.


Pão de queijo rápido da Tatá


Eu ganhei um queijo de minas de um amigo, vindo lá das minas gerais, ele me deu já falando no pão de queijo, que eu aaaamo de paixão, mas sofro pra fazer, não sei nem dizer por que, mas sofro! Faço receitas mais difíceis e complicadas, mas quando se trata de pão de queijo eu até desanimo. Acho difícil e perco a paciência para escaldar a massa, sempre acho que ela não ficou como deveria. 

Mas para a alegria geral da nação, a Tatá postou no instagram uma receitinha bem simples, com apenas três ingredientes, daquelas que quebram um galhão na hora em que você vai receber uma visita, ou apenas matar aquela vontade rápida de comer um pão de queijo.  

A Tatá, é uma amiga querida, que saiu daqui do mundo virtual, e veio fazer parte do meu mundo real. Fui presenteada ano passado pela sua amizade. Quem quiser conhecer um pouco sobre ela, e aprender algumas receitinhas gostosas, é só clicar Aqui!



 Receita de pão de queijo rápido da Tatá:

Os ingredientes da receita da Tatá, são apenas três, *1 Copo de polvilho azedo (eu misturei azedo e doce, e gastei um pouco mais até dá o ponto de enrola, mas ela sugere isso aqui),* 1 copo de queijo ralado (parmesão ou mussarela, eu usei o queijo curado de Minas, que ganhei do Daniel)  e *1 caixinha de creme de leite. Basta misturar todos os ingredientes, fazer as bolinhas  e colocar para assar em forno pré aquecido até estar dourado. Dica da Tatá, acrescente mais polvilho se achar que é necessário e não abra o forno antes de ficarem prontos.




quarta-feira, 3 de junho de 2015

Pizza rústica, caprese


Desculpem as fotos desfocadas, mas além de ser noite, já se passaram pelas minhas mãos e papilas, algumas boas taças de vinho.

Como amanhã é feriado, hoje eu me dei o luxo de desacelerar... Eu estava com vontade não apenas de comer pizza, mas também com saudade de prepara-la, desde o molho até a massa.


Apesar de parecer difícil fazer pizza, essa aqui não é eu garanto!! Mas se você não gosta de por a mão na massa, mas não abre mão de preparar uma coisinha gostosa em casa, você pode se poupar desse trabalho e usar massa de "rap 10", pão pita (sírio) ou aqueles discos para pizza que já vendem prontos nos supermercados. O molho é fácil, e dele eu tenho certeza que você não vai querer fugir, e o recheio pode ficar ao seu critério. Faça com ingredientes que mais gostar, mas sugiro que você não deixe de experimentar o meu. Vale a pena viu?!


Receita: Comece preparando a pizza pelo molho, para que ele esteja frio na hora em que você for rechear, em seguida corte os recheios e por ultimo prepare a massa, que é rápido. Dica: Ponha o forno para aquecer enquanto você prepara a massa. 


Receita de molho rústico de tomates:


  • 5 tomates maduros, sem pele e picados ou 1 lata de tomates pelados picados grosseiramente
  • 1/2 cebola picada em cubos
  • 1 dente de alho picado 
  • salsa picada
  • azeite
  • sal
  • pimenta do reino
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1 colher (chá) de mostarda escura
Recheio: Para o recheio, eu usei apenas mussarela de búfala e manjericão da minha horta 

Preparo:  

  1.  Em uma panela, aqueça o azeite e coloque a cebola, em seguida o alho, mas não deixe dourar.
  2. Coloque os tomates picados refogue rapidamente e coloque os outros ingredientes; mostarda, pimenta do reino, açúcar e por ultimo o sal. 
  3. Deixe ferver até formar um molho encorpado, mas ainda com pedaços. 
  4. Depois de pronto, reserve!
Massa: 

  • 175 ml de água morna 
  • 1 1/2 (chá) de sal
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 300 g de farinha de trigo e um pouco mais para polvilhar
  • 7 g de fermento biológico seco
Preparo: 

  1. Em uma tigela, coloque a farinha e o fermento e misture bem. Faça um buraco no centro
  2. coloque no meio a água, o sal e o azeite e com uma colher de pau faça movimentos circulares até formar uma massa ainda grudenta. Amasse bem essa mistura.
  3. Coloque farinha em uma bancada e trabalhe a massa por aproximadamente oito minutos com as mãos, ou quatro minutos se estiver usando a batedeira (use o batedor gancho).
  4. Divida a massa em duas bolas, abra cada uma com um rolo, transfira para a assadeira untada com azeite, e coloque o molho  as fatias de queijo. 
  5. Asse em forno pré-aquecido , por aproximadamente 10 minutos ou até as bordas estarem levemente douradas. 
  6. Retire a pizza do forno, regue um pouco de azeite e jogue algumas folhas de manjericão pela pizza. 
Espere que essa receita de pizza satisfaça vocês, assim, como ela satisfaz a mim. 

Um ótimo feriado!


Massa recita: lorraine Pascale


domingo, 24 de maio de 2015

Bolo de fubá cremoso da sogra


Minha sogra não é muito chegada à cozinha, mas faz bolos deliciosos para o lanche. Geralmente na casa dela, sempre aos sábados a tarde tem um bolo fresquinho para os netos, filhos (a) e agregados como eu.

Esse bolo de fubá dentre os outros muito gostosos, é o meu preferido, faço dele com frequência, mas hoje quem preparou foi a própria sogra, Dona Pauline, que está passando uns dias aqui matando a saudade da gente e mimando um pouco os netos, que se fazem só por conta da presença dela e do vovô. 



Receita:

  • 3 ovos 
  • 3 xícaras (chá) de açúcar (acho muito, e quando sou eu quem faço, coloco uma xícara a menos)
  • 1 1/2 xícara (chá) de fubá
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) pó royal
  • 4 xícaras (chá) de leite de coco, ou leite de vaca
  • 6 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
Preparo:

Existem duas formas de se preparar esse bolo, uma é deixando ele todo cremosinho assim ( o meu preferido), e a outra é deixando como se ele fosse recheado com o queijo, que também é uma delícia!

Para a versão que parece recheada, você vai fazer assim:

  1. Bata no liquidificador os ovos, o leite e a manteiga e o açúcar até misturar bem
  2. em seguida, coloque o fubá e o fermento e bata novamente, mas só até misturar
  3. transfira a massa do liquidificador para uma bacia, adicione o queijo e misture com uma colher de pau.
  4. Coloque em um tabuleiro untado com manteiga e farinha e asse em forno pré aquecido por aproximadamente, 40 a 45 minutos, ou até que ele esteja com a superfície dourada.
Para a versão mais cremosinha: Essa fica com a consistência de um pudim de pão

  1. Coloque todos os ingredientes no liquidificador, e bata por quatro minutos
  2. coloque em uma forma untada e leve ao forno por 40 a 45 minutos ou até que a superfície esteja toda dourada. Faça o teste do palito, se sair limpo, está pronto.



Espero que assim como eu, vocês também gostem dessa receita.

tenham todos uma ótima semana!

rosbife de lagarto


Eu adoro fazer os meus quitutes. Foi assim desde sempre, e quando eu me casei, que tive a minha casa, a minha própria cozinha, eu passei a gostar mais e a me dedicar mais. A minha história na cozinha já falei aqui outras vezes que vem de berço, sou filha de cozinheiros de mão cheia e do mesmo jeito que aprendi a andar, falar e brincar aprendi também a cozinhar naturalmente com eles.  

Esse roastbeef faz parte da minha memória de infância, achava lindo e chique ouvir a minha mãe dizer que tinha feito um.


Hoje ele faz parte também do meu presente. Gosto fazer e ter na geladeira para a fome de um sanduíche rápido, para compor uma simples tábua de frios e acompanhar o vinho enquanto bato um papo com os amigos. Aliás, acho que receber os amigos em casa é um dos pontos fortes meu  e do marido, que adoramos um "esqueminha" mais caseiro e reservado.

Bom, chega de lero-lero, e vamos ao que interessa. Fazer o roastbeef, ou rosbef, tanto faz, não é nem um bicho de sete cabeças, mas para que ele fique gostoso, é preciso paciência. Primeiro você vai temperar e deixar marinando na geladeira de um dia para o outro, se não quiser deixar tanto tempo, faça pelo menos com uma hora de antecedência, e depois seguir os passos que são simples.



Recita:

  • 1 peça de lagarto de mais ou menos 1 1/2 kg.
  • tomilho
  • Pimenta do reino
  • mostarda escura (opcional, no meu eu não usei, porque não tinha, mas prefiro com.)
  • Sal
  • Azeite 
  • Manteiga para dourar

Preparo:

  1. Tempere a carne, passando os temperos por todos os lados, espalhando bem, mas deixando o sal somente para a hora de dourar a carne, para que a carne não desidrate. Coloque dentro de um saco plástico e deixe na geladeira de um dia para ou outro. Dica: tempere a noite, e prepare pela manhã, para consumir no mesmo dia a noite. 
  2. Tire da geladeira 30 minutos antes do preparo, mas já ligue o forno a 220°C para ir aquecendo.
  3. Se você não tiver uma frigideira larga, faça como eu fiz, coloque o tabuleiro que você vai usar para levar a carne ao forno, sobre a chama do fogão, coloque um pouco de azeite e um pouco de manteiga e doure todos os lados, assim como a foto a baixo.
  4. Feito isso, com cuidado para você não se queimar, leve o tabuleiro ao forno que já vai estar bem quente, por aproximadamente 30 minutos. Isso vai depender do ponto em que você gosta da carne, aqui, eu deixei passar um pouco mais de tempo por esquecimento, prefiro que ela fique um pouco menos passada. 
  5. Depois que tirar do forno, espere esfriar por completo (isso se você não quiser comer ele quente). Com uma faca bem amolada faça fatias o mais finas possível que você conseguir.
Eu geralmente deixo descansando  na geladeira, por horas e fatio só depois.





Depois de pronto, eu coloco em um refratário de vidro e vou intercalando as fatias de rostbeef, com azeite, alho, pimentinha, e vou consumindo aos poucos, no pão, na salada e as vezes até puro. 


Comentários Facebook

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...