Páginas

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Ragú de músculo com polenta cremosa, para aquecer o confortar o corpo e a alma


E eu sigo acreditando que, "a simplicidade é o ultimo grau da sofisticação!"

Para mim, não existe nada mais sofisticado que uma comidinha simples e caseira. Feita devagarinho, com amor e sem pressa. 

Polenta com ragú me faz feliz! Sim, comida me alegra, comida me acalma... e prepara lá para depois compartilhar com a família e amigos, me deixa muito mais feliz! É uma comida simples, de fato. Mas se bem preparada deixa qualquer prato "gourmet minimalista" no chinelo.

O ragú foi feito com músculo, uma das carnes que mais gosto. Acho que para cozimento lento, é a que tem mais sabor. Ele foi cortado em cubos bem pequenos, e cozido vagarosamente em fogo brando. Recomendo a vocês que tenham paciência! Vale super a pena se programar antecipadamente para preparar esse prato. Já a polenta, essa eu já postei no blog. E se você quiser a receita, é só clicar AQUI!


Ragú de músculo

Ingredientes:
  • Óleo para refogar a carne
  • 2 kg de músculo picados o menor que você conseguir
  • 2 cebolas cortadas em cubos pequenos
  • 1 cenoura de tamanho médio também cortada em cubos pequenos
  • 1 talo de aipo cortado mais o menos do tamanho da cenoura e da cebola
  • 3 dentes de alho amassados
  • 6 tomates sem pele, cortados em cubos, ou uma lata de tomates pelados
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • 1 Colher (sopa) mostarda Dijon
  • 1 colher (sobremesa) molho inglês
  • 100 ml de vinho tinto seco (use um vinho de boa qualidade. Nada de porcaria! )
  • 2 ramos de tomilho
  • Pimenta do reino
  • Sal
  • água o suficiente para cobrir a carne
  • Uma chalera no fogo, sempre com água fervendo.
Preparo:

  1. Ponha no fogo uma panela de fundo largo e grosso para aquecer. Coloque o óleo e vá refogando a carne em pequenas quantidades.( Atenção! Não preencha todo o fundo da panela com pedaços de carne, para que ela não solte o seu suco).  Refogando e transferindo sempre para um refratário. Reserve toda a carne refogada.
  2. Refogue agora a cebola, o alho, o aipo, na mesma panela, até que todos estejam bem macios. Volte a carne para a panela e coloque o vinho tinto, raspando bem o fundo. É ele que vai agregar bastante sabor no molho. Espere o vinho reduzir, coloque a mostarda, o molho inglês, o extrato de tomate, o tomilho. Tempere com pimenta e sal e coloque os tomates sem pele e picados. Complete com água somente até cobrir a carne. Deixe cozinhando aí, sem esquecer de olhar de meia em meia hora, e toda vez que necessário, colocar mais água quente ( para isso, deixe sempre uma chaleira com água quente a postos). Aqui, ele cozinhou por volta de umas quatro horas e meia. 
  3. Para saber se a carne está macia, vá testando com um garfo, mas só pense em fazer isso depois de umas três horas. Antes disso ela ainda vai estar dura. Quando a carne já estiver no ponto, deixe ferver mais um pouco para que o molho fique bem encorpado.
  4. Sirva com Polenta mole, ou outro acompanhamento de sua preferência.

2 comentários:

  1. Oi Ana.. adoro músculo, mas sempre faço na panela de pressão.. vc acha que fazer este ragu na pressão perde sabor?
    Obrigada!!
    adoro tuas receitas... o iogurte grego aprendi a fazer contigo! Todos adoram.. ja repassei a receita para várias pessoas!!
    Bjuusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mônica... perdão por estar te respondendo só agora... Não acho não, e sou super a favor do uso da panela de pressão. Uso muito. Inclusive para fazer músculo também. Claro, que uma receita feita com o cozimento lento, em panela de ferro e com o fogo baixo tem seu super valor, mas nos tempos de hoje, ter uma panela de pressão funcionando no fogão é vida! Fico muito feliz em saber que você gosta e confia nas minhas receitas. Obrigada!! O iogurte grego é sucesso por onde passa. um beijo!

      Excluir

Comentários Facebook

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...